Magnífica Orchestra Paulistana de Músicas do Mundo

Magnífica Orchestra Paulistana de Músicas do Mundo

A apresentação na Missão Paz foi adiada. Será divulgada uma nova data

A Magnífica Orchestra Paulistana de Músicas do Mundo traz para a cena paulistana um repertório étnico e eclético — uma imersão nas linguagens sonoras mundiais.

A palavra orquestra (ορχήστρα) vem do grego e significa “o lugar de dança” no teatro da antiguidade, um espaço circular compartilhado pelo coro e pelos músicos onde todos dançavam para deleite do público. Essa integração entre música e dança é o que busca A Magnífica Orchestra, trazendo a força ancestral de inúmeras culturas, evocando potentes arquétipos sonoros de lugares em que a música e a corporeidade são essencialmente conectadas. As apresentações d’A Magnífica são grandes festas multiculturais em que a plateia interage com os integrantes, aprendendo e incorporando ritmos populares da Grécia, Turquia, Perú, Sérvia, Albânia, Portugal, Guiné, Suécia, Irã, Colômbia, Brasil etc.

Com apenas um ano e meio de existência, A Magnífica já realizou apresentações em espaços abertos à diversidade na capital paulista, como Al Janiah, Paço do Baobá, Rio Verde, Casa Jaya, Espaço Cia Coral Mawaca, festival NaDança!, entre outros, sempre com grande presença e entusiasmo do público. Esse magnetismo faz com que A Magnífica Orchestra Paulistana de Músicas do Mundo continue agregando novos integrantes. Atualmente são cerca de 20 músicos com as mais diferentes trajetórias, níveis de formação musical e faixas etárias.

Todos os envolvidos nesse projeto buscam ampliar o acesso a estéticas não hegemônicas, remando contra a maré do mundo globalizado, que subordina a produção musical aos padrões mercadológicos.

Os integrantes d’A Magnífica se aperfeiçoam conduzidos por professores e artistas ligados a diversas tradições, tanto brasileiros especialistas em alguma das músicas étnicas, quanto representantes de diferentes culturas do mundo: imigrantes, refugiados ou mesmo artistas em breve passagem ou tour pelo Brasil.

IDEALIZAÇÃO E DIREÇÃO MUSICAL de GABRIEL LEVY

Arranjador, compositor, educador e produtor musical, Gabriel Levy transita com desenvoltura entre o popular e o erudito. Paulistano obstinado por conhecer e difundir a riqueza musical do planeta, dedica-se há mais de duas décadas às músicas do mundo, incorporando-as às várias vertentes da sua atuação profissional. Participa de expressivos trabalhos de músicas do mundo no Brasil, a exemplo do Mawaca e da gipsy-band Mutrib. Dividiu o palco com a Orquestra Mundana, a cantora Fortuna, o alaudista Sami Bordokam, Trio Kagurazaka de música japonesa e Os Três Tenores, dentre outros.

Gabriel Levy é autor de composições interpretadas por artistas da cena internacional como Duo Assad, o cellista americano Yo-yo Ma e o clarinetista cubano Paquito d’Rivera. Realiza trabalhos de musicalização para crianças e adultos, formação de professores e regência de corais. É co-autor das coleções Brincadeiras e Brincadeirinhas Musicais da Palavra Cantada. Dirigiu a primeira edição do Ethno no Brasil, programa de residência artística e intercâmbio cultural da Jeunesses Musicales International. É um dos acordeonistas homenageados pela série documental O Milagre de Santa Luzia. Diretor musical do Festival NaDança! (SP) e do Festival de Músicas e Danças do Mundo (Imbassaí-BA), Festival de Música e Danças dos Balcãs (Sesc Pompéia) – iniciativas que integram aulas/espetáculos de danças étnicas com prática de músicas do mundo. Autor de peças didáticas e arranjos corais executados mundo afora, a exemplo da ciranda cânone “Quando a morena”.  Já foi indicado para o Prêmio da Música Brasileira como “Melhor Produtor” e “Melhor Instrumentista”, e seu CD autoral Terra e Lua recebeu o Troféu Catavento de Música Instrumental dado pela Rádio Cultura.

MÍDIA SOCIAL

Instagram: @amagnificaorchestra

Página no Facebook: A Magnífica Orchestra Paulistana de Músicas do Mundo